• <meter id="711ck"></meter>

    1. <thead id="711ck"></thead>

      Haddad pede uma a??o mais firme da Justi?a Eleitoral sobre denúncias de "fake news"

      2018-10-23 13:08:18丨www.7706937.com

      Brasília, 22 out (Xinhua) -- O candidato à presidência da República do Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Haddad, pediu na segunda-feira uma a??o "mais firme" do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as denúncias do uso de notícias falsas ("fake news"), pagas com fundos n?o declarados na campanha eleitoral.

      Haddad disse também que as institui??es brasileiras n?o est?o reagindo à altura das amea?as contra a democracia nas palavras de seu adversário, o candidato da extrema direita Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL) e de seus partidários.

      A menos de uma semana para o segundo turno da elei??o presidencial de 28 de outubro, a campanha eleitoral brasileira continua em meio a um clima de forte polariza??o e tens?o política.

      O petista pediu que a Justi?a Eleitoral agisse diante das denúncias de que empresários pagaram ilegalmente por disparos em massa de mensagens a favor de Bolsonaro e contra ele, através do aplicativo WhatsApp.

      "Se todo mundo sabe que houve fraude no primeiro turno com dinheiro sujo de caixa 2 para bombardear as redes sociais com mensagens falsas, o que é que se está esperando?", perguntou.

      Para Haddad, o TSE está coagido e por isso n?o respondeu à altura os problemas enfrentados nas elei??es.

      Este domingo, a presidente do TSE, Rosa Weber, declarou que vai combater de forma constitucional qualquer tentativa de desacreditar o processo eleitoral brasileiro e recha?ou falhas por parte do tribunal, apesar de reconhecer que n?o esperava que a onda de desinforma??o se voltasse contra a própria institui??o.

      Haddad se referiu à afirma??o de Bolsonaro de que vai "varrer do mapa os bandidos vermelhos do Brasil", que teriam que "deixar o país ou ir para a cadeia", feita durante um discurso transmitido em um ato de sua campanha em S?o Paulo.

      "Ele amea?a a sobrevivência física da oposi??o a ele, amea?a a imprensa e as institui??es demoram a reagir", enfatizou.

      O candidato do PT mencionou também a afirma??o de Eduardo Bolsonaro, filho do candidato do PSL, de que "bastam um soldado e um cabo para fechar o Supremo Tribunal Federal".

      "Vamos correr riscos, inclusive físicos, se n?o advertirmos o país que a oposi??o, jornalistas, juízes est?o sendo amea?ados antes do término das elei??es. Se ele ousa amea?ar a democracia antes das elei??es, o que fará com o apoio dos eleitores?", questionou Haddad.

      Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugest?es para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

      Telefone: 0086-10-8805-0795

      Email: [email protected]

      010020071380000000000000011100001375522571
      陕西十一选五遗漏导航

    2. <meter id="711ck"></meter>

      1. <thead id="711ck"></thead>

      2. <meter id="711ck"></meter>

        1. <thead id="711ck"></thead>